Core – Centro Corporal

Core, o nosso Núcleo ou âncora, também conhecido por “power hose” - www.YogaCoimbra.com - Marta e Hugo

Manter a coluna saudável é essencial, pois torna-nos mais eficientes para as diversas ações do dia-a-dia e, no caso dos atletas, porque confere maior rendimento, sendo um dos fatores fundamentais para prevenir lesões em restantes partes do corpo.

A verdade é que para se preservar esta tão valiosa herança, que é a verticalidade ergonómica e saudável do tronco, são necessários vários cuidados, entre eles a prática de exercício físico regular e equilibrado, descanso reparador, alimentação equilibrada e muito mais.

É aqui que faz sentido falar do tão famoso Core, o nosso núcleo ou âncora, também conhecido por “power house” – a casa da força. Mais concretamente, um conjunto de grupos musculares responsáveis por ajudar a sustentar a coluna. No entanto, apesar de estes grupos musculares serem fundamentais não trabalham de forma isolada, pois se, por exemplo, tivermos pernas fracas não conseguiremos ficar de pé só porque o Core está forte e trabalhado.

É importante esclarecer que Core não é sinónimo de abdómen. O que acontece é que os vários músculos da região abdominal integram o complexo do Core que, por sua vez, é constituído por todos os músculos abdominais, mais os da parte inferior das costas, os músculos da cintura pélvica e ainda os glúteos.

Se a sinergia dos músculos do Core, e respetiva mecânica articular, não estiver assegurada por falta de força e mobilidade das suas cadeias constituintes, o corpo pode começar a apresentar compensações. Este é um dos vários motivos pelos quais podem, a longo prazo, surgir más posturas, dor na coluna e lesões em qualquer parte do corpo.

São várias as formas e atividades que permitem trabalhar este complexo de cadeias musculares em questão, entre elas está a prática de Yoga. O desenvolvimento do Core deve ser conseguido de forma progressiva, consistente e regular em todas as fases da vida, com uma exigência ajustada às características e resposta do corpo em questão.

Que fique claro que músculos tensos e rígidos não são a mesma coisa que músculos tonificados e trabalhados.

Inclua na sua prática pessoal o trabalho do Core, preserve a sua coluna eficiente na função que lhe é exigida. Através de uma supervisão de profissionais capacitados conseguirá essa ativação mais eficaz em diferentes tarefas e ambientes, considerando sempre que a prática deve acontecer de acordo com a sua condição pessoal de saúde.

Não ignore o facto de, caso considerar que algo não está bem com a saúde da sua coluna, procurar a opinião de um médico.

Deixe-nos o seu comentário, partilhe connosco o que sente a este respeito.
Estamos à sua espera!
Marta e Hugo

Blog/Site | Facebook | Instagram | PodCasts | YouTube

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *